Postado em 03/08/2020 - Fonte: SESCON-GO

SESCON-GO dialoga para que a resolução dos livros digitais passe a vigorar ano que vem

CRCGO, SESCON-Goiás e Scesgo dialogam com Juceg para que a resolução dos livros digitais passe a vigorar somente a partir do ano que vem

Na manhã de quinta-feira (30), o presidente do SESCON-Goiás, Edson Cândido Pinto, o presidente do CRCGO, Rangel Francisco Pinto, o Conselheiro do CRCGO Francisco Canindé Lopes, o 2º Vice-Presidente para Assuntos Técnicos & Jurídicos do Scesgo, Otávio Martins de Oliveira Junior, e o membro do CRCGO Jovem, Bruno Lourenço de Oliveira, se reuniram com o presidente da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg), Euclies Barbo Siqueira, e com a gerente de apoio institucional da Juceg, Ana Paula Chaves Amador.

O encontro foi para tratar sobre a resolução, repassada pelo Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (DREI) as Juntas Comerciais, que aborda a autenticação 100% digital dos livros contábeis – diário e razão.

Diante disso, as entidades contábeis solicitaram à Junta Comercial que a obrigatoriedade passe a vigorar somente a partir da competência de 2021 em diante e que os livros de competência de 2020 para trás possam ser autenticados de forma manual. O pedido reforça ainda a necessidade de um período de adequação dos profissionais contábeis até o final deste ano.

O presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira, atendeu à solicitação das entidades e disse que levará o pedido para a plenária da semana que vem e irá deferir esse requerimento acerca da resolução da Juceg, para que a obrigatoriedade de autenticar de forma digital os livros contábeis passe a valer a partir da competência de 2021.

Comente »